Sintietfal participa ativamente da primeira reunião do Consup de 2018

O Sintietfal participou, nesta segunda-feira, 12 de março, da primeira reunião do Conselho Superior do IFAL de 2018. Entre os pontos de pauta, os conselheiros debateram sobre o mestrado em Educação Profissional e Tecnológica, o Programa de Apoio de Ações Integradas e sobre o desaparecimento de arquivos da Auditoria Interna.

O conselheiro Ederson Matsumoto, diretor do Sintietfal, foi designado, na reunião, para integrar uma comissão que deve realizar vistoria no câmpus Benedito Bentes com o objetivo de avaliar suas condições estruturais para receber o mestrado em Educação Profissional e Tecnológica. Mesmo com a promessa de melhorias na estrutura por parte do Reitor, a comissão deverá dar seu parecer antes do início das aulas, previsto para agosto de 2018.

Matsumoto, também relator de uma das matérias em discussão na reunião, aproveitou a sessão do conselho superior para pontuar a condição de docentes que estão com carga horária superior ao que rege a resolução 26/CS de 2014. O dirigente sindical solicitou que, na próxima reunião, esse tema entrasse em pauta com a intenção ser debatido com mais propriedade e profundidade.

A reunião do Conselho Superior do IFAL também debateu a solicitação de aprovação da FUNDEPES para o Programa de Apoio de Ações Integradas – PRODIFAL. O conselheiro e diretor do Sintietfal, Valdemir Chaves, solicitou que fosse apresentado um relatório de gestão mais detalhado, por questões de legalidade. A fundação afirmou compromisso em apresentar, na próxima reunião do Consup, um relatório de gestão 2017 mais detalhado e com a apresentação das ações realizadas pela fundação no IFAL.

O Sintietfal, visando a publicidade e transparência das decisões do Conselho Superior do IFAL, transmitiu a reunião ao vivo pela página do Facebook. Mesmo com problemas técnicos, a transmissão foi acompanhada por dezenas de servidores. A intenção do sindicato é criar uma cultura de a categoria acompanhar as decisões do conselho mais importante do IFAL.

Confira abaixo o relatório do conselheiro Ederson Matsumoto com os encaminhamentos da reunião:

  1. Apresentação da PRDI/DTI, referente aos documentos da AUDINT;

O representante da DTI apresentou um resumo conceitual sobre Backup. No IFAL, é feito nos modelos diário, semanal e mensal. Os dados são guardados no Servidor de Arquivos (Mozart), cada setor tem uma pasta no Mozart e o controle da pasta é por login e senha e só pode ser acessada da Reitoria.

Em setembro de 2017, a AUDINT relatou desaparecimento dos arquivos de sua pasta. Após análise, a DTI constata que a pasta foi apagada de um computador da própria AUDINT. A auditoria tinha um único login e senha que era compartilhado por todos os servidores do setor, a DTI revogou este acesso e criou login e senha para cada um dos servidores da AUDINT, além de resgatar os arquivos a partir do Backup dos arquivos.

  1. Homologação da Resolução nº 015/CS/2017, de 11/12/2017 (Processo nº 23041.044173/2017-13, de 29/11/2017, FUNDEPES solicita aprovação do Programa de Apoio de Ações Integradas – PRODIFAL e apresentação das ações realizadas pela FUNDEPES com o Dir. vice-presidente prof. Gerson e a Gerente de Projetos Sra. Taciana.

Houve explicação sobre a Fundepes e sua relação com IFAL. A Fundação privada, sem fins lucrativos, gerencia recursos de pesquisa e projetos em parceria com a UFAL e IFAL. Na reunião, foi apresentado o fluxograma de aprovação de projetos no IFAL e explicitadas razões de credibilidade da fundação.

Foi esclarecido que o relatório não foi aprovado em reunião anterior pela falta do mesmo para apreciação dos conselheiros. A Fundepes explicou que não é producente entregar um único relatório, visto que executa mais de 200 projetos, ela sugere que os interessados acessem seu portal da transparência que contém todos os detalhes de cada projeto.

Ainda assim, o conselheiro Valdemir Chaves reiterou a necessidade legal de apresentar o relatório com mais detalhes que o anterior. A Fundepes se comprometeu em apresentá-lo na próxima reunião do Consup.

O ponto foi aprovado.

  1. Homologação da Resolução nº 19/CS/2017, de 28/12/2017, aprovando a alteração na estrutura administrativa do Campus Maceió do IFAL;

Aprovado.

  1. Homologação da Resolução nº 20/CS/2017, de 28/12/2017, aprovando a alteração na estrutura administrativa do Campus Avançado Benedito Bentes do IFAL;

Aprovado.

No ponto, a conselheira Geórgia Valéria reivindicou, alegando que o Campus não possui estrutura ideal para realização do curso de mestrado no Benedito Bentes, que fosse criada uma comissão do Consup para visitar o local e posteriormente avaliar a viabilidade da realização do curso de mestrado no Campus Benedito Bentes.

A comissão foi aprovada com os seguintes integrante: Geórgia Valéria – Representante dos Tec. Adm; Gabriel Ferreira – Representante dos Discente; Ederson Matsumoto – Representante dos Servidores; e Cleydson Jacinto – Representante dos Docentes.

Foi trazida à baila as questões de professores que estão sendo cobrados com carga horária superior ao que rege a resolução 26/CS de 2014, com posicionamento do Conif que vai de encontro à resolução citada.

Como representante da categoria, pedi que constasse em ata a reclamação e que o tema fosse ponto de pauta da próxima reunião, para, de posse de mais informações e documentos, pudéssemos debater com mais propriedade e profundidade.

Carlos Henrique, Pró-reitor de Pesquisa, relata histórico de debate sobre carga horária do professor que participa de programas de mestrado no IFAL. Disse que ainda ocorrem alguns questionamentos por parte de docentes e de diretores de ensino, não há consenso sobre a carga horária destes professores. Disse também que as condições do Campus Benedito atendem minimamente o início do curso e que há promessas de melhorias por parte do Reitor.

  1. Processo nº 23041.028093/2017-11 de 4/8/2017, minuta referente a Política de Gestão de Riscos e Controles Internos da Gestão do IFAL. Cons. Fernando Antônio;

A minuta já havia sido debatida e o conselheiro apresentou apenas as alterações. A mesma foi aprovada.

  1. Processo nº 23041.044278/2017-64, de 29/11/2017, Cota nº 00224/2017/PROC/PFIFALAGOAS/PGF/AGU. Conselheiro Prof. Matsumoto;

Após exaustivo debate, o texto do Item I, art 3º da Resolução 09/CS 2017, que trata do afastamento docente, foi alterado.

De: I. A/O docente não tenha nenhuma pendência com relação aos compromissos de ordem administrativa e/ou pedagógica;

Para:  I. A/O docente apresente documento que comprove que não possui pendência:

  1. a) nas áreas de Ensino, Pesquisa, Extensão;
  2. b) nas áreas administrativas: Biblioteca, Contabilidade e Patrimônio.
  3. Processo nº 23041.022814/2017-71, de 26/6/2017, parecer nº 00201/2017/PROC/PFIFALAGOAS/PGF/AGU, referente concessão de afastamento parcial para participação em pós-graduação lato sensu.

Adiado.

Confira abaixo fotos da reunião:

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *