3º Encontro Nacional de Educação acontecerá em agosto

O 3º Encontro Nacional de Educação (ENE) vem aí e já tem data para acontecer: 3, 4 e 5 de agosto deste ano. A sede do evento está em definição e será informada assim que o martelo for batido pela comissão organizadora do ENE.
Futura sede
Existe a expectativa que uma das duas sedes anteriores, Rio de Janeiro-RJ (2014) ou Brasília-DF (2016), seja a opção para o ENE de 2018. Contudo a comissão de organização irá avaliar todas as opções e o evento pode ser alocado em uma nova cidade, como Salvador-BA – que acabou de receber o 16º Fórum Social Mundial.
Organização
A Coordenação Nacional de Entidades em Defesa da Educação Pública e Gratuita (Conedep) é a organizadora do 3º ENE.
A Conedep substituiu o “Comitê Nacional da Campanha pelos 10% do PIB para Educação Pública, Já!”, que organizou os dois primeiros ENEs, por deliberação aclamatória da plenária final do Encontro de 2016.
O SINASEFE, que fez parte do Comitê Nacional e das organizações dos 1º e 2º ENE, também integra a Conedep e já se encontra na construção do evento por meio de suas pastas de Políticas Educacionais e Culturais e de Comunicação.
Abem, Andes-SN, CFESS, CSP-Conlutas, Enesso, Exneef, Fasubra, Fenet, MUP, Oposição Alternativa da Apeoesp, Oposição do CPERS, Oposição de Esquerda da UNE e Sepe-RJ são as outras entidades componentes da Conedep e que também organizaram as edições anteriores do ENE.
Informações futuras
A metodologia do 3º ENE, os tradicionais pré-encontros regionais e estaduais e a programação do Encontro ainda estão em fase de construção pela Conedep. Assim que possuirmos novas informações, as disponibilizaremos em nossos canais de informação.

Histórico do ENE

Gestado a partir da necessidade de formulação de um projeto classista de Educação, o ENE teve seu início em 2014, numa edição de estréia que aconteceu no Rio de Janeiro-RJ, de 8 a 10 de agosto, e teve mais de 3.600 estudantes e trabalhadores inscritos.

Se a tarefa do 1º ENE foi aglutinar os lutadores, o 2º ENE avançou na construção e formulação desse projeto, levando mais de 2.000 pessoas a Brasília-DF entre 18 e 20 de junho de 2016.
Foi no 2º ENE que o SINASEFE realizou um painel sobre a necessidade de uma frente ampla contra o movimento Escola Sem Partido e desse painel – que teve que sair da sala em que estava e ir ao pátio da UnB por conta da superlotação do espaço – nasceu a Frente Nacional Escola Sem Mordaça.
Agora, em meio à crise política e à polarização ideológica do cenário pós-golpe, o 3º ENE traz como perspectiva reaglutinar os milhares de lutadores das duas primeiras edições para formar um grande bloco de defesa da Educação Pública e, finalmente, formular o projeto educacional classista que a esquerda socialista brasileira vem construindo dentro deste espaço desde 2014.
Relembre abaixo nossos textos de resumos dos 1º e 2º Encontro Nacionais de Educação:
Links úteis

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *