Sintietfal participa da 155ª Plena do Sinasefe

Evento reforça o Dia Nacional de Lutas, exige Lula Livre e a descriminalização do aborto

155ª Plena reuniu mais de 160 servidores. Foto: Sinasefe IFSP

O Sintietfal, através do seu presidente Hugo Brandão, participou da 155ª Plena do Sinasefe Nacional, realizada dias 4 e 5 de agosto, em Curitiba-PR, no Grand Hotel Rayon. Ao todo, 72 delegados e 89 observadores estiveram presentes, representando 41 Seções Sindicais.

Durante os dois dias de evento, ocorreram debates que pautaram o Dia Nacional de Lutas (10 de agosto – Dia do Basta), a BNCC e a Reforma do Ensino Médio, a luta das mulheres, além de denúncias de perseguições, assédios, problemas com a flexibilização da jornada, combate ao ponto eletrônico, entre outros.

A plena foi realizada em Curitiba como forma de demonstrar solidariedade ao ex-presidente Lula, preso há mais de 100 dias. Além da defesa da liberdade do ex-presidente, na mesa de análise de conjuntura, composta por David Lobão (representando a CSP-Conlutas), Ricardo Costa Oliveira (professor da UFPR) e Maria Gabriela (coordenadora da juventude do Acampamento Marisa Letícia), foi apontada a importância da unidade dos trabalhadores e luta pela revogação da Emenda Constitucional 95.

Duas moções foram aprovadas sobre o tema, uma que reconhece Lula como preso político e exige sua liberdade e outra que reforça que o Sinasefe que não defenderá nenhuma candidatura em específico nessas eleições. “O SINASEFE deve buscar a mais ampla unidade, resguardando total autonomia da entidade frente às campanhas eleitorais e fortalecendo tanto as lutas gerais dos trabalhadores brasileiros, quanto defendendo os direitos da nossa categoria”.

Para Hugo Brandão, a luta sindical deve ser para além de candidaturas, mas de projetos de sociedade. “Precisamos derrotar a direita fascista e, também, superarmos o Lulismo! Precisamos apontar para nosso povo uma alternativa de poder do e para os trabalhadores, só assim teremos de fato uma Educação Pública, Gratuita e de Qualidade”, afirmou o presidente do Sintietfal.

“Legaliza, o corpo é nosso, é pela vida das mulheres!”

A 155ª Plena foi realizada em pleno período de debates no STF sobre julgamento da Arguição de Descumprimento de Preceito Fundamental (ADPF) 442, que pede ao STF a legalização do aborto até 12 semanas de gestação.

Os participantes da plena não ficaram indiferentes ao tema, pelo contrário, a atividade foi marcada pela defesa do aborto, com distribuição de materiais em defesa da vida das mulheres e muito debates. A mesa sobre a luta das mulheres contou com a presença de Simara Pereira, economista e militante da Intersindical, e da servidora do IFC Caroline Pinho, doutora em educação, militante dos movimentos negro e feminista.

Mulheres reforçam campanha pelo aborto legal no Brasil. Foto: Sinasefe Nacional

Ao final da mesa, delegados aprovaram, sem votos contrários, a defesa do SINASEFE do direito ao aborto.

MP 746 e BNCC

Como parte da campanha em defesa da Rede Federal de EPT e do plano de lutas do Sinasefe, a professora da UFPR, Mônica Ribeiro, palestrou sobre a Reforma do Ensino Médio e a BNCC.  Mônica traçou um histórico da Reforma do Ensino Médio (antiga MP 746, atual Lei 13.415), rechaçou as reformas e a BNCC de Temer, sendo contra a mercantilização da educação.

Confira aqui os slides apresentados pela professora na mesa que encerrou os trabalhos do primeiro dia da 155ª Plena Nacional.

“A reformulação do currículo atende aos interesses da reforma do ensino médio e essa reforma precariza a atividade docente e a educação. É um duro ataque também à natureza dos Institutos Federais, que é o ensino integrado e universalista. Vamos propor luta com os sindicatos municipais e estaduais para combater a reforma do ensino médio e a BNCC de Temer”, completou Hugo Brandão.

Outros

A Plenária ainda aprovou, sem votos contrários, as resoluções do I Encontro de Comunicação do SINASEFE (ECOS) e as datas e as sedes dos Encontros regionais do Sinasefe, sendo: Norte – Boa Vista-RR, em novembro; Nordeste – Recife-PE, em novembro; Centro-Oeste – Goiânia (1ª opção) e Brasília (2ª opção), em outubro ou novembro; Sudeste – Rio de Janeiro-RJ, em outubro ou novembro; e Sul – Florianópolis, de 21 a 23 de setembro.

 

 

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *