Sintietfal divulga nota de repúdio contra medida autoritária da direção do Câmpus Penedo

A Diretoria Executiva do Sintietfal lançou na tarde desta quinta-feira, 20 de dezembro, uma nota de repúdio a situação de abuso de autoridade contra servidores do Câmpus Ifal Penedo. A Vice-Presidenta do Sindicato, Sílvia Regina, já tinha feito a denúncia sobre o caso na reunião do Conselho Superior do Ifal, que acorreu nesta quarta-feira, dia 19 de dezembro.

O atual Diretor Geral do Câmpus Penedo, Carlson Lamenha, após perder a reeleição para o cargo de Diretor Geral do Câmpus, exonerou os coordenadores que poiaram o candidato vencedor das eleições, Felipe Thiago Souza.

A dispensa dos servidores dos cargos de coordenação foi feita colocando em suas mesas o documento de exoneração, sem ao menos algum tipo de diálogo ou aviso prévio por parte da Direção do Câmpus.

O Sintietfal, externa preocupação com o ocorrido ao mesmo tempo em que, junto a outros servidores do Câmpus, presta solidariedade aos colegas atingidos pela medida.

Confira a nota na íntegra abaixo:

Nota de repúdio do Sintetfal sobre situação ocorrida no Câmpus Penedo

O Sintetfal vem por meio desta repudiar a dispensa de três servidores das funções gratificadas que exerciam no Campus Penedo, ocorrida menos de 24 horas após a divulgação do resultado final do segundo turno das eleições para reitoria. Externamos nossa preocupação com o ocorrido ao mesmo tempo em que, junto a outros servidores do Campus, prestamos nossa solidariedade aos colegas atingidos pela medida.

O ano de 2018 ficou marcado pela realização da primeira eleição conjunta para reitoria e direções gerais de Campi. Em processos democráticos, o direito de expressão política deve ser uma premissa respeitada por todos, mas isso parece não ter ocorrido no Campus Penedo. Logo após o resultado final do segundo turno das eleições para a reitoria, e em retaliação ao resultado obtido na votação local, o diretor geral do Campus Penedo Carlson Lamenha decidiu – sem comunicação prévia aos servidores em questão, e sem realizar nenhum tipo de diálogo com equipe gestora – dispensar três servidores técnicos administrativos das funções gratificadas que eles assumiram durante um longo período.

Os três servidores técnicos administrativos possuem uma longa história de contribuição com o IFAL, fator que pode ser observado em suas fichas funcionais ou mesmo através de breves conversas com seus colegas de trabalho e com o público atendido por eles, sempre pautando suas condutas na base da ética e do profissionalismo. Diálogo, transparência, participação e comunicação foram palavras utilizadas pelo professor Carlson Lamenha em sua campanha para reeleição. Onde estão suas promessas de campanha Carlson Lamenha?

Acreditamos que o voto é algo a ser conquistado, e é através de proposições que os processos de convencimento podem gerar votos. O Campus Penedo deixou nítido o que pensa sobre a atual gestão e isso pode ser observado através do resultado final da eleição e no total de votos obtidos pela candidatura da situação. Dificilmente é possível ter gratidão ou lealdade a quem oprime, desrespeita e age de forma antiética com sua equipe de servidores. Já não estamos nesse tempo de trocas de favores professor Carlson! Ainda vivemos em uma sociedade democrática e não ficaremos silenciados por medidas como essas vivenciadas pelos colegas servidores do Campus Penedo.

Diante dessa situação, o Sintietfal exige maior transparência e abertura à participação de servidores e discentes no processo de transição entre gestões que terá curso nesse período pós-eleitoral, e que seja instalada imediatamente uma comissão de transição no Campus Penedo.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *