Sintietfal manifesta repúdio à prisão da coordenadora geral do Sinasefe

Camila Marques foi detida por filmar a violência policial dentro do IFG

O Sintietfal manifesta seu repúdio à prisão da coordenadora geral do Sinansefe, Camila Marques, na manhã desta segunda-feira, 15 de abril, sob a acusação de desacato.

Camila estava dando aula quando a Polícia Civil (e não Federal), com o aval do diretor da unidade de ensino, entrou no Instituto Federal de Goiás, câmpus Águas Lindas, e agiu com truculência com os estudantes. Inconformada com a situação, a docente tentou gravar a ação contra seus alunos e foi impedida pela polícia.

Sua insistência em filmar os agentes do Estado agindo em um espaço público foi o suficiente para ela ser detida. Além de Camila, três menores de idades foram conduzidos à delegacia sem o acompanhamento dos pais, sem responsáveis da escola e em veículo descaracterizado.

Mesmo com a ação dos advogados da entidade nacional e a solidariedade vinda de todo o Brasil, a coordenadora geral do Sinasefe sofreu agressões verbais dos policiais e passou várias horas na delegacia, sendo liberada apenas no período da tarde.

A docente, em vídeo, rechaçou a ação coercitiva da polícia e enfatizou se tratar de represália ao protesto de estudantes e da comunidade na semana passada contra casos de violência e feminicídios registrados na cidade, principalmente na comunidade periférica, onde fica localizado o câmpus do IFG.

O Sintietfal condena a ação da polícia bem como do Diretor Geral, Tiago Gomes de Araújo, que foi cúmplice da ação e não criticou a violência policial dentro da instituição de Ensino. Pelo contrário, em sua nota de esclarecimento, justificou dizendo se tratar de investigação da Delegacia de Proteção de Crianças e Adolescentes em relação a uma “suposta articulação de pessoas para realização de grave atentado contra o Câmpus Águas Lindas”. O diretor delegou à Reitoria a apuração dos fatos e disse,  em tom de ameaça aos servidores e estudantes (e não à Polícia), que esta “tomará as providências cabíveis no âmbito da administração pública”.

Saiba mais:

+++ Camila Marques esclarece os motivos de sua prisão

Um Comentário em “Sintietfal manifesta repúdio à prisão da coordenadora geral do Sinasefe

Camila
19 de abril de 2019 em 10:31

Muito obrigada pelo apoio compas. Fascistas nunca saberão o que é isso!

Responder

Deixe uma resposta para Camila Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *