15M: Alagoas vai parar contra o corte de verbas na educação

Manifestações ocorrem em todo o estado. Em Maceió, ato está marcado às 9 horas no CEPA

Neste 15 de maio, Dia Nacional de Greve da Educação, Alagoas se transforma num grande polo de resistência e luta em defesa da educação pública. Sete manifestações estão marcadas contra o corte de verbas. A maior delas, em Maceió, tem concentração às 9 horas no Cepa.

São esperadas para esta manifestação milhares de estudantes e servidores/as do Ifal, incluindo caravanas de câmpus do interior (Satuba, Marechal Deodoro, Viçosa e Murici), da Ufal, de escolas públicas e a sociedade em geral.

Em Arapiraca, Penedo, Piranhas, Palmeira dos Índios, Santana do Ipanema e Delmiro Gouveia, estudantes, servidores/as e pais de alunos também ocupam as ruas dessas cidades contra a medida do governo Bolsonaro de cortar 30% dos recursos dos Institutos e Universidades Federais. Em Maragogi, o ato será dia 16.

Para Hugo Brandão, presidente do Sintietfal, o povo alagoano dará uma grande resposta nas ruas à medida do fascista Bolsonaro. “Amanhã será um grande dia de luta em defesa de nossas escolas, do futuro de nossas crianças. Os/as trabalhadores/as marcharão nas ruas de Maceió junto com a juventude em defesa da educação pública, gratuita e de qualidade, da creche ao ensino superior. Diremos também um grande não ao ataque às nossas aposentadorias, rumo à greve geral do dia 14 de junho”, afirmou o sindicalista.

Em defesa do Ifal

Servidores/as de Murici referendam paralisação no 15 de maio

Os 16 câmpus do Ifal e a Reitoria devem paralisar suas atividades em protesto ao corte de quase R$ 20 milhões do orçamento da instituição. Essa decisão foi tomada, de forma unânime, pelos/as servidores/as do Instituto em Assembleia Geral, realizada pelo Sintietfal no dia 9 de maio.

+++ Servidores/as do Ifal aderem à Greve Nacional da Educação

A categoria não aceita a medida do governo, que pode fechar o Ifal em setembro por falta de recursos para manter o dia-a-dia da instituição, como o pagamento de água, energia, pessoal terceirizado, combustível, etc.

Em resposta ao ataque de Bolsonaro e de seu Ministro da Educação, Abrahan Weintraub, a comunidade acadêmica está bastante unida e mobilizada para protagonizar a resistência em defesa da educação.

Além da Assembleia Geral do Sintietfal, assembleias municipais do sindicato e de alunos, assim como plenárias convocadas pelos diretores dos Câmpus, foram uníssonas em dizer Tire a Mão do Meu IF.

Assembleia do câmpus Viçosa decide parar e participar de ato em Maceió

Nos Câmpus Murici, Satuba, Viçosa, Marechal Deodoro, Benedito Bentes e São Miguel dos Campos, servidores/as e estudantes decidiram somar-se à manifestação em Maceió. No câmpus Maceió, o Sintietfal deve iniciar a mobilização a partir das 7 horas com um café da manhã em frente à unidade de ensino, antes de se deslocar para o Cepa.

Em Penedo, os/as servidores/as aprovaram paralisação e devem ir às ruas junto com os estudantes em passeata até o centro da cidade. A concentração do ato está marcada às 7 h30, no Ifal Penedo.

Câmpus Piranhas decide ir às ruas da cidade sertaneja

No sertão, uma grande assembleia da comunidade acadêmica aprovou a realização de ato no dia 15 em Piranhas com concentração às 8 horas no câmpus do Ifal. Já em Santana do Ipanema, está marcado um ato unificado com servidores/as e estudantes da Ufal e da rede estadual. A manifestação concentra às 9 horas no câmpus do Ifal.

Em Palmeira dos Índios e Arapiraca, ocorrem manifestações, a partir das 9 horas, unificadas com a Ufal, Uncisal e a rede estadual e municipal. A concentração de Palmeira será na Praça do Açude e de Arapiraca na Praça da Prefeitura.

Assembleia dos servidores/as de Maragogi

Os/as servidores/as do Ifal câmpus Maragogi também decidiram paralisar o câmpus no dia 15 de maio e, junto com os/as estudantes, ir para as ruas dialogar com a sociedade no dia 16 de maio. Confira o comunicado aos pais, mães e responsáveis de Maragogi.

Resumo das manifestações contra os cortes
15 DE MAIO

Maceió – 9 horas – CEPA

Penedo – 7h30 – Ifal Penedo

Piranhas – 8h – Ifal Piranhas

Palmeira dos índios – 9 h – Praça do Açude

Arapiraca – 9 h – Praça da Prefeitura

Santana do Ipanema – 9 h – Ifal Santana

Delmiro Gouveia – 8 horas – Ufal Câmpus sertão

Maragogi – 9 horas – Orla da cidade (16 de maio)

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *