Nota de solidariedade ao MST e repúdio à tentativa de despejo do Centro de Formação Paulo Freire

O SINTIETFAL vem expressar toda solidariedade ao Movimento dos Trabalhadores e das Trabalhadoras Rurais Sem Terra (MST) e repudio a tentativa de despejo, feito pelo Incra, no dia 5 de setembro, contra o Centro de Formação Paulo Freire, localizado no assentamento Normandia, em Caruaru/PE.

O Centro já tem mais de 20 anos de existência, sendo um espaço muito importante não só para o Estado, mas para todo o país. Nele são feitas atividades educacionais, tanto na área da agricultura, como também da educação básica, já que o espaço é utilizado por universidades, pela prefeitura e pelo governo do estado, realizando cursos de nível superior, à aulas de alfabetização, além de encontros nacionais e internacionais.

Não existem motivos concretos para o despejo. Fica claro que essa atitude é mais uma expressão de ataque ao movimento do campo por parte do governo Bolsonaro, sendo esse inimigo declarado de todos os movimentos sociais e da educação.

Diante disso, vemos reafirmar nossa posição de apoio ao MST, a todos trabalhadores e trabalhadoras rurais e aos que fazem o Centro de Formação Paulo Freire ser uma referência no país.

Maceió, 11 de setembro de 2019

Sintietfal – Gestão 2019-2022: Avançar nas conquistas e na construção sindical

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *