Dia da visibilidade trans

O Dia Nacional da Visibilidade Trans surgiu em 2004 para fortalecer a luta das pessoas trans por uma vida sem violência, sem preconceito e com direitos.

As pessoas Trans sempre estiveram à margem da sociedade. Elas sempre foram excluídas e impedidas de exercerem a cidadania e o direito à uma vida digna. Apenas nos últimos anos, aqui no Brasil, por causa da atuação política de grupos e movimentos que lutam pela visibilidade Trans é que alguns direitos vêm sendo conquistados.

Apesar disso, com a crise econômica cada vez mais acentuada e o preconceito que impera em nossa sociedade, as pessoas trans encontram barreiras profundas para entrar no mercado de trabalho. Por isso, na maior parte das vezes são submetidas à subemprego e exploração sexual.

Além disso, são vítimas da violência transfóbica. Em 2018, foram 163 assassinatos, mantendo o Brasil o país que mais mata pessoas trans e travestis do mundo.

O Sintietfal marca sua posição contra à violência Transfóbica e levanta a bandeira dos direitos das pessoas trans. Estaremos sempre na luta por uma vida sem preconceito.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *