Sintietfal doa R$ 5 mil em cestas básicas para instituições em Santana do Ipanema

O Sintietfal reforçou com mais R$ 5 mil as doações para instituições de acolhimento de pessoas carentes em Santana do Ipanema. O município sertanejo foi escolhido por ter sido impactado pela pandemia e pelas cheias do Riacho Camoxinga e do Rio Ipanema, no final do mês de março.

“Foram doadas 74 cestas no valor total de R$5 mil, das quais 8 foram para a Casa do Menor São Miguel Arcanjo, que atende 19 crianças atualmente, e 66 para o CAACA, Centro de Acolhimento a Criança e ao Adolescente, que atende mais de 400 famílias”, afirmou o servidor do Ifal responsável pela ação, Jonas Batista.

A doação faz parte da campanha de solidariedade do Sintietfal, que, desde abril, já destinou R$ 60 mil em alimentos e produtos de higiene para famílias atingidas pela pandemia do novo coronavírus e para vítimas da enchente em Santana. A primeira doação no município sertanejo foi de R$ 10 mil e serviu para a compra de fogões para famílias que perderam suas casas.

+++ Ação Solidária: Sintietfal faz doações para famílias desabrigadas

Desta vez, as cestas básicas serviram para dar apoio a instituições que desenvolvem trabalho com crianças a adolescentes. “As duas instituições foram escolhidas da forma que atendessem a maior quantidade de pessoas. E, segundo, porque são instituições que já tinham credibilidade. São duas instituições reconhecidas pelo trabalho que desenvolvem aqui na cidade”, explicou Batista.

A Casa do Menor São Miguel Arcanjo é um projeto existente desde 2008 que acolhe crianças e adolescentes abandonados ou em situação de risco social. Já o Centro de Acolhimento a Criança e ao Adolescente também existe desde 2008, trabalha com ações de responsabilidade social e é ligado à Vara da Criança e do Adolescente do Ministério Público. Junto ao CAACA, o Ifal desenvolve o projeto de extensão denominado “Garotas Mil”.

O responsável pelas doações em nome do Sintietfal fez questão de frisar que ambas as instituições são independentes. “Não possuem aparelhamento político, que pudessem utilizar as doações como forma de se promover”, completou o servidor do Ifal.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *