Nota de solidariedade aos estudantes do IFRN

O Sintietfal se solidariza com os/as estudantes do Instituto Federal do Rio Grande do Norte diante da agressão sofrida em pleno Dia dos Estudantes (11 de agosto) e com toda a comunidade acadêmica diante do desrespeito à democracia na instituição.

De acordo com informações, a manifestação convocada pela Fenet e pela Rede de Grêmios do IFRN começou às 10h e foi atacada por volta das 14 horas, quando a Polícia Militar jogou gás de pimenta contra os estudantes, tentou apreender celulares e encerrar o ato.

A ação da Polícia Militar, de reprimir uma manifestação pacífica contra a intervenção no IFRN, revela a falta de preparo da corporação em lidar com um ato democrático previsto na constituição, assim como a incapacidade do reitor biônico Josué Moreira em continuar à frente da Instituição. A ação da PM e do interventor é avessa à democracia e precisa ser repudiada em todo o país.

Desta forma, o Sintietfal reforça a necessidade de garantir o respeito à lei e à democracia interna da instituição, com o fim da intervenção no IFRN iniciada em abril e a posse do Reitor eleito José Arnóbio.

Maceió, 11 de agosto de 2020

Sintietfal

Um Comentário em “Nota de solidariedade aos estudantes do IFRN

Sílvia Regina Silva Mota
11 de agosto de 2020 em 19:46

Além de submetidos à afrontosa violação dos princípios democráticos ao terem de aceitar, goela abaixo, um reitor serviçal do autoritarismo, os estudantes do IFRN ainda são, no dia a eles dedicado, silenciados à força exatamente por protestarem contra a referida intervenção numa instituição de ensino pública que, ao contrário da situação em que se encontra, tem como principal função “a intervenção na realidade na perspectiva da construção de um país soberano”. Mais uma vez, sabiamente, como sempre na vanguarda dos movimentos de resistência, os estudantes nos dizem, com empréstimos dos respeitáveis Paulo Freire e Desmond Tutu, que ficar alheio diante da opressão é corroborar o poder do opressor. Parabéns, Estudantes do IFRN! Vocês não estão sozinhos nesta luta!

Responder

Deixe uma resposta para Sílvia Regina Silva Mota Cancelar resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *