Ministério da Economia adia prova de vida até o dia 31 de janeiro

A Prova de Vida do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) foi adiada mais uma vez. Agora, aposentados e pensionistas podem fazer a prova até o dia 31 de janeiro de 2021, sem ter seus bens bloqueados.

O prazo tinha sido determinado para o dia 30 de novembro do ano passado, no entanto, em meio a pandemia da Covid-19, o Ministério da Economia adiou o prazo. Essa medida parte da Instrução Normativa Nº 121, publicada no Diário Oficial da União (DOU) no dia 30 de novembro.

“Art. 2º Fica suspensa, até 31 de janeiro de 2021, a exigência de recadastramento anual de aposentados, pensionistas e anistiados políticos civis de que trata a Portaria nº 244, de 15 de junho de 2020, e a Instrução Normativa nº 45, de 15 de junho de 2020”, trecho retirado da Instrução Normativa.

O Ministério da Economia também publicou a Portaria Nº 1.186 que adia o “bloqueio dos créditos, suspensão e cessação dos benefícios por falta de realização da comprovação de vida aos beneficiários residentes no Brasil ou no exterior”.

A Prova de Vida é uma exigência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) e deve ser feita anualmente por quem recebe um ou mais benefícios do instituto para comprovar que está vivo e garantir que o benefício continue sendo pago.

Para fazer a Prova de Vida, o segurado deve ir ao banco onde recebe o benefício e apresentar um documento de identificação com foto. Os beneficiários que não puderem ir até as agências bancárias, por motivos de doença ou dificuldade de locomoção, podem fazer a comprovação de vida por meio de um procurador cadastrado no INSS.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *