#ForaBolsonaro: Sintietfal convoca servidores/as às ruas em defesa da educação, da vida, do serviço público e da democracia

Na próxima terça-feira, 7 de setembro, o feriado da Independência será marcado pela continuidade das manifestações contra o governo Bolsonaro. Desta vez, a mobilização será realizada junto ao tradicional Grito dos/as Excluídos/as. Em Alagoas, três cidades já confirmaram a realização de atos.

Em Maceió, o encontro está marcado para às 9 horas, na praça Sete Coqueiros, em direção ao Ginásio do CRB, na Pajuçara; em Arapiraca, às 14 horas, na Praça da Igreja do bairro da Primavera; e em Delmiro Gouveia, às 8 horas, na Avenida do Futuro.

O Sintietfal convoca os/as servidores/as do Ifal e toda população às ruas em defesa da vida, da educação pública de qualidade, do serviço público e contra os ataques à democracia feitos por Bolsonaro.

“Bolsonaro quer convencer a todos que há fraude nas eleições, enquanto ameaça dar um golpe de Estado. O que ele quer esconder com esse discurso são os 14 milhões de desempregados, é a Reforma Administrativa que o governo tenta emplacar, é Brasil ter voltado para o mapa da fome. É certo que Bolsonaro tem convocado os Bolsonaristas a irem às ruas no 7 de setembro, que é um dia histórico de luta dos/as trabalhadores/as. Mas não ficaremos acuados/as em nossas casas, nós iremos marchar nas ruas pelo Fora Bolsonaro com nosso grito histórico contra as opressões e pelo direito de viver”, afirmou Hugo Brandão, presidente do Sintietfal.

A manifestação acontece no momento de maior enfraquecimento político do governo Bolsonaro. Como reação, Bolsonaro e os generais tentam amedrontar a população convocando seus aliados para realizarem atos antidemocráticos.

Medidas de segurança

Como forma de evitar qualquer problema, o Sintietfal orienta estar atento/a e não cair em provocação ao longo da manifestação, nunca ficar só e levar duas camisas, uma para usar durante o ato e outra para usar após.

Aos/as que foram de carro, recomenda-se deixar o veículo próximo ao Ginásio do CRB ou evitar retornar andando ao final da passeata.

Durante toda a manifestação, será obrigatório uso de máscara (recomenda-se a PFF2), a higienização das mãos com álcool 70% e o distanciamento social.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *