PEC 32: Sintietfal participa da 4ª semana de luta em defesa do serviço público

O Sintietfal retornou nesta segunda-feira, 4 de outubro, a Brasília para 4ª Jornada de Lutas em defesa dos serviços públicos. Ainda sem data para votação, sindicatos, centrais e federações mantêm mobilização permanente para barrar a Reforma Administrativa.

Nesta nova semana, o Sintietfal está representado pelo presidente Hugo Brandão, pela diretora Anny Barros e a filiada Anna Beatriz.

A agenda dos/as servidores/as começou cedo na manhã desta terça-feira, 05 de outubro, com a recepção dos/as deputados/as no Aeroporto Internacional Juscelino Kubitschek, na Capital Federal. Durante a recepção, os/as parlamentares foram pressionados/as para que votem contrário à Reforma Administrativa.

“Estamos no aeroporto de Brasília recepcionando os parlamentares e dialogando com a sociedade. Somos inúmeros aqui, diversos servidores públicos do Brasil todo em defesa dos serviços públicos. O Sintietfal está presente com a companheira Anny e Beatriz, carregando o nosso cartaz com o rosto do garoto propaganda (Arthur Lira) dessa contrarreforma, que veio para privatizar os serviços públicos, para acabar com os concursos públicos e para afetar sobretudo o povo pobre, que é quem, de fato, precisa e utiliza os serviços. Sintietfal, como sempre, na luta! ”, declarou Hugo Brandão, durante a blitz no aeroporto.

Após a recepção, o Sintietfal participou da manifestação, em conjunto com os movimentos sociais e sindicais presentes em Brasília, pelo o direito à moradia. Foi denunciado as mais de 600 mil mortes por Covid-19 e a tentativa de aprovação da PEC 32.

Dentro da Câmara dos Deputados, Anny Barros, diretora do Sintietfal, alerta os perigos representados pela Reforma Administrativa.

“O que ela (PEC 32) traz para gente é a repetição de um passado que deveríamos vê-lo enterrado, o voto do cabresto, o favoritismo. A gente está falando do fim de carreiras, do fim de estabilidade, do fim do acesso a um cargo público por mérito. Estamos tratando de indicações, de políticos que irão indicar servidores que ao contrário de servir ao público, vão servir a esses próprios políticos. Que tipo de política pública a gente pode estar pensando em construir? Que tipo de população brasileira vai estar sendo assistida por pessoas que são indicadas e muitas delas, para não dizer todas, sem a menor qualificação para estar onde estão”, declarou Anny Barros.

Com o objetivo de buscar um diálogo com os deputados da base alagoana, o Sintietfal confirmou reunião ao final do dia com o representante do MDB na Câmara, o deputado federal alagoano, Isnaldo Bulhões (MDB-AL). O objetivo do sindicato é cobrar o posicionamento de todos os representantes de Alagoas contra PEC e a favor da população e dos/as servidores/as.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *