O mito de que o serviço público é excessivamente oneroso

Gabriel Magalhães Beltrão[1] No presente texto buscarem dialogar criticamente com o lugar comum disseminado pela grande mídia e por organismos internacionais, como FMI e Banco Mundial (BM), que apregoa o caráter excessivamente oneroso do serviço público brasileiro, o qual teria se convertido num “elefante” pesado e ineficiente. Junto com a seguridade social, os servidores públicos … Continue lendo O mito de que o serviço público é excessivamente oneroso