Servidores Federais realizam Dia Nacional de Lutas em Alagoas

O ilegítimo governo Temer, em um mês, já demonstrou que busca atacar de forma mais rápida e dura os direitos dos trabalhadores. Para denunciar as ofensivas contra a educação, o serviço público e os direitos trabalhistas, o Fórum dos Servidores Públicos Federais de Alagoas realizou, durante a manhã desta quinta-feira, 16 de junho, um ato público no centro de Maceió.

A manifestação fez parte do calendário aprovado pelo Fórum Nacional de Entidades dos Servidores Públicos Federais, onde, em todo o Brasil, foi construído o Dia Nacional de Lutas neste 16 de junho. O grande ato acontece, a partir das 14h, em Brasília, marcando a abertura do II Encontro Nacional de Educação.

Em Maceió, os servidores se reuniram no calçadão do comércio e, com panfletos e ao microfone, dialogaram com a população sobre a necessidade de construir, na luta, uma alternativa para os trabalhadores. Paulo Falcão, presidente do Sindjus, frisou a importância da atividade para novos movimentos rumo à greve geral.

 

"Cumprimos um papel importante em fazer o ato nacional contra os ataques à previdência, aos serviços públicos e aos direitos dos trabalhadores. Esse ato representou também um avanço na unidade das categorias, necessária para chamarmos uma greve geral. Pois, só assim podemos construir uma alternativa viável dos trabalhadores a essa crise", disse Falcão.

O ato foi uma realização conjunta do Sintietfal, Sintufal, Sindjus/AL, Adufal, Sindpetro, CSP-Conlutas, DCE-Ufal, Corrente sindical Unidade Classista e Movimento Mulheres em Luta (MML).
 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *