Servidores do IFAL Câmpus Maragogi aderem à greve

Os docentes e TAEs do IFAL em Maragogi decidiram na manhã desta quarta-feira (9), em Assembleia Local, paralisar o câmpus contra os ataques do governo Temer. Com 21 votos favoráveis, 6 contrários e 4 abstenções, os servidores aderem à greve, que tem a principal bandeira a luta contra a PEC 241 (PEC 55).

 

Para os diretores do Sintietfal, Wilson Ceciliano e Gabriel Magalhães, a assembleia foi importante para aprofundar o debate sobre a resistência dos trabalhadores e da juventude contra a tentativa de desmonte da educação pública e do Estado brasileiro.

 

“Esse governo ilegítimo quer acabar com os serviços públicos e com os direitos dos trabalhadores. Essa greve representa um sonoro não a esse projeto neoliberal de Temer. Nossa luta está crescendo e ganhando ampla adesão dos servidores. Pararemos o país para defender direitos, pois não aceitaremos retrocessos”, afirmou Gabriel Magalhães, tesoureiro do Sintietfal.

 

Os servidores de Maragogi se comprometeram a fazer uma greve de intensas mobilizações na cidade, envolvendo a população na defesa dos serviços públicos. “Diferente das outras greves, essa teve uma adesão muito maior. Normalmente lá não fecha e dessa vez foi uma grande maioria que se comprometeu a construir o movimento, fazer mobilizações e atividades”, disse Michele Vieira, diretora do Sintietfal em Maragogi.

 

Segundo o servidor Gustavo Henrique, também diretor do Sintietfal na cidade, a greve está começando a se consolidar a partir do diálogo entre os servidores e a comunidade em geral. “Os alunos já foram informados da nossa deliberação, hoje já enviamos um comunicado para as rádios e amanhã o câmpus já paralisa. Faremos todas as quartas-feiras reuniões gerais envolvendo todo mundo, alunos e servidores, para definir, sempre coletivamente, o que pode ser feito e quais atividades podemos implementar”, explicou Gustavo. Confira aqui o comunicado entregue as rádios.

 

O movimento paredista começa dia 11 de novembro, conforme deliberado pela Assembleia Geral do Sintietfal, do dia 3 de novembro, e pela 145ª Plena do Sinasefe, dias 5 e 6 de novembro.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *