13 de setembro de 2023

16/09: Plenária debate campanha salarial dos/as servidores/as federais

Foto: Fonasefe

A Plenária Nacional dos/as Servidores/as Públicos/as Federais será realizada no próximo sábado, dia 16 de setembro, de modo híbrido a partir das 9h.

A reunião terá como pauta a luta pela inclusão do funcionalismo federal na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2024 e para arquivar a Reforma Administrativa (PEC 32/2020).

O encontro, em sua modalidade virtual, acontecerá pela plataforma Zoom, neste link, e de forma presencial na sede da Confederação dos Trabalhadores no Serviço Público Federal (Condsef) em Brasília.

“Vocês já pararam pra pensar o que que a Lei Orçamentária Anual tem a ver com reestruturação das nossas carreiras, salários, equiparação dos nossos benefícios, entre outras pautas econômicas e urgentes? Pois é, tem tudo a ver. E é por isso que no dia 16/09, próximo sábado, vai acontecer uma Plenária Nacional dos/as Servidores/as Públicos/as Federais para que a gente possa discutir junto com o Dieese a LOA 2024, que inclusive foi enviada ao Congresso sem a previsão de reajustes”, convida a coordenadora geral do Sinasefe Artemis Martins.

Ainda não houve avanços efetivos na Mesa Nacional de Negociação Permanente (MNNP) e a informação apresentada na última reunião foi que o Governo Federal vai reservar apenas R$ 1,5 bilhão no Orçamento de 2024 para questões relacionadas a despesas com servidores/as públicos/as.

De acordo com o que foi apresentado, se houver reajuste para os/as servidores/as públicos/as em 2024 será inferior a 1%.

Programação:

9h – Abertura;
9h10 – Exposição do DIEESE sobre a LOA;
10h – Debate e perguntas sobre a LOA;
11h – Discussão sobre Calendário de Luta;
13h – Encerramento.

13 de setembro de 2023

5 Comentários em “16/09: Plenária debate campanha salarial dos/as servidores/as federais

Valdemar
13 de setembro de 2023 em 21:51

Infelizmente já me decpicionei no primeiro ano deste governo onde prometeu valorizar o servidores públicos no seu primeiro orçamento reserva 1% para aumento dos servidores.vergonha.

Responder
Asiram
15 de setembro de 2023 em 18:10

Pois é.
Já ouvi a pergunta.
Mas o outro não deu nada.
Mas tbm não prometeu.
Além desse 1%….ainda tem os 5% da margem que não se resolve, e isso já é direito, não é solicitação de aumento. Servidores não aguentam mais tantas promessas e nada se cumpre.

Responder
Luiz Dellano
16 de setembro de 2023 em 08:57

Infelizmente o governo Bolsonaro deixou para Lula 9% para dar reajuste e Lula reservou menos de 1%. Se continuar assim serão apenas 4. Menos da metade do que Bolsonaro deu. Eu desisto!

Responder
Sebastião José Oliveira e Silva
17 de setembro de 2023 em 12:08

De todo não é tão ruim,pois já nos deu alguma coisa,só que tem que melhorar e olhar o servidor público com muito respeito, pois somos quem mais dá apoio a esse governo

Responder
Carlos Alberto Schaefer.
18 de setembro de 2023 em 08:11

Infelizmente meu Sindicato Assurgs Fasubra parece estar dormindo em berço esplêndido. A última movimentação que vi no Site foi em Maio. Estamos em setembro o Orçamento fechou com previsão de menos que 1%. Estão bem quietos. Claro é governo do PT. Kkkk

Responder

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *